quinta-feira, 8 de setembro de 2016

DZONGAR KHYENSE RECITA 21 TARAS MANTRA

’21 Taras’ Chanted by Dzongsar Khyentse Rinpoche
21 Taras

Praises to 21 Taras, Chanted by Dzongsar Khyentse Rinpoche
21 Tara’s Uzala Mix by Gary Dyson
From start to finish the Praise to the 21 Tara’s is recited 3 times.

domingo, 14 de agosto de 2016

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

REZA DA NOBRE DEUSA TARA Pelo Mestre Indiano Candragomin

REZA DA NOBRE DEUSA TARA


REZA DA NOBRE DEUSA TARA

Pelo Mestre Indiano

Candragomin
Sétimo Século D.C.

Homenagem para a Deusa TARA!

1.A escuridão do Samsãra, difícil de repelir,
Você supera como a luz do sol.
Para Você com mente úmida de compaixão,
TARA, eu sempre me curvo.

2 Por Você, Deusa dotada de mente aguçada, bravos leões, que podem matar grandes elefantes,
ficam assustados e correm para fora da visão.

3. Com a ponta dos dentes o elefante pode dividir as pedras ou pode desarraigar as árvores;
Mas quando Seu mantra é recitado,
O elefante corre para fora, amedrontado.

4 Difícil de agüentar, enchendo todo o espaço
e quarteirões, incontrolável incêndio queima tudo com suas chamas; mas a chuva de Sua Prece apaga o fogo.

5 Emitindo assobio, que surge
de seu inteiro capuz, venenosa,
Uma cobra é amedrontada por Sua Prece,
Ó Deusa, como pelo poder de um garuda.

6 Eles podem golpear os viajantes com suas espadas e deixar seus membros manchados de sangue; mas só porque eles ouvem Seu Nome os ladrões ficarão impotentes.

7 Quando agarrado pelos cabelos e jogado na prisão pelos soldados do rei enfurecido,
Aquele que A elogia, Ó Deusa
Que salva da prisão, não terá nenhum medo.

8 Quando massas de ondas vêm para cima das dez direções e até mesmo do céu,
Seu criado, no oceano depois do
naufrágio, alcança a praia do outro lado.

9 Cobertos de um lodo de sangue e crâneos,
Os qual eles estão ávidos de devorar,
Os Pisacas, Ó Deusa, ficam assustados
pela recitação de Seu mantra.

10. Leprosos com membros rasgados, narizes gotejantes de sangue, fedendo com os corpos gotejantes,
Apenas se reunindo a Você
se tornam [belos] como deuses do Reino do Desejo.

11. Mendigos que se assemelham a fantasmas famintos,
nus, torturados de fome e de sede,
Só se curvando a Você
são transformados em imperadores.

12. Pela virtude acumulei
por elogiá-la assim, Ó Pureza,
Libertadora dos Grandes Medos,
Possa ser conseguida a felicidade mundial!

O elogio da Deusa TARA por Mestre Candragomin está completo.
É dito que com [este] Elogio, o Mestre fez uma imagem de madeira de TARA aumentar o seu dedo indicador dela. Quando ele Lhe perguntou: "Por que Você faz isso?", Ela respondeu, "Este elogio seu é bem falado." Ela era conhecida como a "TARA do Dedo Indicador Elevado".


Traduzido do Tibetano [por Martin Willson].
[Trad. Rogel Samuel].

sábado, 6 de agosto de 2016

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

MARICHI


Marichi 
(Tibetano: o zer chen ma, Português: A que tem raios de luz), é a Deusa da Aurora. 
De aparência pacífica, tem cor amarela, com três faces e oito mãos. Sentada sobre uma grande porca mãe. Quando aparece em pé, a sua perna esquerda descansa sobre as costas de vários porquinhos dormindo. O círculo da cor do sol do amanhecer aparece envolvendo-A por trás, e Ela é coroada pelo cimo de uma estupa. 
“Ela que domina a noite, 
e de quem basta lembrar-se para rapidamente estarmos protegidos de todos os medos, 
e que concede a pureza da grande bênção, 
para a deusa Marici eu me prosterno” 
( Estrofe Litúgica Sakya) Texto de Jeff Watt,  4-2000 

MARICHI - Ödzer Chenma Retreat Over New Year’s At Dzamling Gar with Chögyal Namkhai Norbu



Ödzer Chenma Retreat Over New Year’s At Dzamling Gar with Chögyal Namkhai Norbu



Ödzer Chenma Retreat Over New Year’s At Dzamling Gar with Chögyal Namkhai Norbu
December 28, 2015 – January 1, 2016
Rinpoche walks to the Gonpa for the Teachings
Rinpoche walks to the Gonpa for the Teachings
by Julia Lawless
The retreat over the New Year’s was dedicated to the practice of Ödzer Chenma, a female deity connected with the rays of the sun. And as if to help with our visualization and to help our practice, throughout the whole retreat the sun shone clearly every day and the sky remained a clear azure blue.
This deity of light has the power (siddhi) to dispel all darkness: the dark veil of ignorance, confusion, fear and obstacles, which we experience in our everyday life. She is depicted with the sun behind her figure, representing infinite rays, which eliminate all negative karma. So instantly, through this light, all negativity is eliminated. We need to have this understanding when we recite her mantra. Thus for several days, Rinpoche explained the principles and the value of this practice both for realization and for helping overcome our problems in daily life.
Buddha explained this secondary practice in the Sutra teachings by, but it is also explained in the Vajrayana teachings as a method for attaining complete realization. Ödzer Chenma is also useful for our relative life and for overcoming problems in our daily life. It is therefore very important having both relative and ultimate benefits. She is similar to Green Tara in that she has a particularly active quality of wisdom, especially if we have the need to obtain something quickly. For example, if we can’t get a job although we have tried our best, her practice can help to make this happen. Her practice is also very good for achieving wealth and during travel as protection.
As Rinpoche says:
“If there is any kind of desire or wish that you need to attain then do Ödzer Chenma practice and you can obtain it! But you don’t need to tell Ödzer Chenma a your specific problem as she already knows…”
It is best to do her practice in the early morning when it has more effect, just as the sun is rising. But this does not mean you have to always do it in early morning … you can also do it later if you wish. We can do her practice in several forms: in the Sutra style, or in the Lower Tantra style by using many invocations to wisdom of Ödzer Chenma– like Green Tara – while visualizing her in front of us. We can also do her practice in Anuyoga style or simply as Ati Guruyoga directly. Her seed syllable is ‘MUM’ so although we generally we sound ‘A’ as Guruyoga, here we can use MUM as Guruyoga instead. In this way we spread white light from the MUM at our heart to invite the wisdom of Ödzer Chenma imagining ourselves to be radiating infinite light, and then continuing with trondu. Whilst during this we recite her simple invocation just 7 or 21 times. So it is best to memorize her short invocation and mantra so we can do Ödzer Chenma practice anytime and anywhere we need it!

O MANTRA DE TARA




Tradução inglês/português Pema Lodrön (Ana Carmen Castelo Branco)


É dito que a prática de Tara tem muitos poderes de bênçãos e é particularmente efetiva numa ampla variedade de situações. Por exemplo, é dito que, no final de uma era ou ciclo do tempo, quando adversidades e calamidades se intensificarem, o mantra e os rituais de puja de Tara são muito substanciais. Qualquer um pode recitar as orações de Tara e elas trazem grandes benefícios.

Como já falamos antes, numa era anterior ao começo de nosso éon, o Buda Mahavairocchanna era o Guru, o guia espiritual de Tara. O Buda Vairocchana abençoou Tara e profetizou que ela, no fim de um éon, nas terras e mundos onde pujas, orações e rituais de Tara fossem recitados, como resultados dessas orações, muitas doenças, problemas e distúrbios causados por maus espíritos e por seres humanos seriam pacificados e resolvidos. Sinto que a prática de Tara é a mais importante e essencial de todas as práticas nesses tempos.

Outras deusas também são muito úteis nesse sentido, Marichi ou Ödzer Chenma e a conhecida deusa da cura espiritual Parna Shawari. Suas orações e mantras trazem o mesmo poder e benefício que Tara. Elas são basicamente as mesmas deusas Prajanparamita em diferentes manifestações.

Sobre Tara, é dito que não só doenças e perturbações causadas por maus espíritos, mas também brigas, guerras, conflitos e discussões podem também ser pacificadas e resolvidas pelo poder de sua prática. Todos estes obstáculos e dificuldades relacionadas podem ser removidos através da bênção das orações e mantras dessas deusas.

Ödzer Chenma e Parna Shawari assim como Yuldon Drolma são particularmente efetivas formas das deusas a se praticar a fim de nos curar e nos proteger contra todos os tipos de doenças. Elas são especialmente importantes na proteção contra ladrões e criminosos e para cura do sofrimento causado por hostilidades, discórdias e conflitos.

É dito que esses rituais de orações e puja e recitações de mantras são particularmente importantes quando chegamos ao final de uma era ou ciclo de tempo. Para tais tempos, a prática de Guru Rinpoche é largamente comentada. Mas Tara, Ödzer Chenma e Parna Shawari também são extremamente importantes.

Em tempos de ameaças de guerras, epidemias, conflitos e outras coisas, é muito importante que os mantras destas três deusas sejam expostos em bandeiras de orações e penduradas ao vento por tantas pessoas que tiverem a oportunidade de fazer isso. As pessoas de todas vocações deveriam fazer isso e dizer os mantras o máximo possível. Junto com as orações de Guru Rinpoche, estas práticas são mais efetivas em tais tempos e situações de que estamos falando. Isso foi declarado em muitas escrituras.

Aquele que faz oferendas a Tara é verdadeiramente inteligente. Seja de manhã cedo ou tarde da noite, se alguém oferece o Louvor às Vinte e Uma Taras duas, três e depois sete repetições totalizando doze recitações, todos os seus desejos podem ser preenchidos. É assim que é no Ritual das Quatro Mandalas da Sagrada Tara, “A Lâmpada que Ilumina”. Neste puja repete-se o Louvor duas, três e sete vezes.

Quando se diz que todos os desejos de uma pessoa serão preenchidos, significa que, se você quer um filho, você o terá. Se você não tem dinheiro, ele será encontrado. Seja qual for o seu desejo, todos eles podem ser preenchidos através do Louvor à Tara. Na verdade, não é preciso mais do que esta prática! Ela completa tudo!

Você só precisa tentar, testar a fim de afastar seus obstáculos. Todos os seus obstáculos e dificuldades, não importa quantos sejam, podem ser todos removidos e liberados através da oferenda de Louvor de Tara. Através da oração de Tara, todos os obstáculos em potencial não terão poder para lhe causar mal; eles são naturalmente pacificados. Nada pode de forma alguma se aproximar de você ou lhe fazer mal; você se torna impenetrável, inatacável.

Não há dúvida que Tara é muito rápida em afastar obstáculos. É um método especialmente rápido e completo para praticantes femininas. Tara e o Buda feminino Vajrayogini são a mesma essência. Vajrayogini também é um método rápido par conseguir a completude. Todas as atividades dos budas estão corporificadas em Tara, contidas nela, completas nela.

Você está agora autorizado para meditar em você mesmo na forma de Tara Verde. Sua fala se transforma em mantra, seus pensamentos, em sabedoria. Você não é mais um ser comum; seu corpo, fala e mente foram completamente elevados ao exaltado estado da própria Tara, na forma, mantra, e sabedoria de Tara.

As palavras o Louvor às Vinte e Uma Taras não são uma composição de eruditos. Elas foram ditas diretamente pelos próprios Buda Mahavairocchana e pelo Buda Shakyamuni. Por favor, recite o Louvor de Tara quantas vezes conseguir ao longo de sua vida diária. Se não for possível, tente recitar o mantra de Tara, OM TARE TUTTARE TURE SOHA


Special Benefits Bestowed by Tara And the Mother Goddesses

By H.E. Chogye Trichen Rinpoche

The practice of Tara is said to have many different extraordinary powers of blessing, and is particularly effective in a wide variety of situations. For example, it is said that at the end of an aeon or cycle of time, when hardships and calamities may increase, the mantra and puja rituals of Tara are very essential. Anyone can recite the prayers of Tara and it brings great benefit.

As we recounted earlier, in a prior era at the beginning of our aeon, the Buddha Mahavairochana was the Guru, the spiritual guide, of Tara. Buddha Vairochana blessed Tara and prophesied to her that at the end of the aeon, in those lands and worlds where pujas, prayers, and rituals of Tara are recited, as a result of these prayers, the many diseases, troubles, and disturbances caused by evil spirits and by human beings would be pacified and resolved. I feel that the practice of Tara is the most important and essential of all practices in such times.

Other goddesses also very helpful in this regard is Marichi, or Ozer Chenma, and the well-known goddess of spiritual healing, Parna Shawari. Their prayers and mantras bring the same power and benefits as those of Tara. They are basically the same goddess, Prajnaparamita, in different manifestations.

Of Tara, is said that not only diseases and disturbances caused by evil spirits, but also fighting, wars, conflicts and arguments may also be pacified and resolved by the power of her practice. All such obstacles and related difficulties can be removed through the blessing of the prayers and mantras of these goddesses.

Ozer Chenma and Parna Shawari as well as Yudon Drolma, are particularly effective forms of the goddess to practice in order to protect against and heal all kinds of diseases. They are especially important to protect against thieves and criminals, and to heal the suffering caused by strife and conflict.

It is said that these puja prayer rituals and mantra recitations are particularly important when we come to the end of an age or cycle of time. For such times, the practice of Guru Rinpoche is widely recommended, but Tara, Ozer Chenma, and Parna Shawari are also extremely important.

In times of the threat of wars, epidemics, strife, and so on, it is very important that the mantras of these three goddesses be put on prayer flags and hung in the air, as much as people are able to do this. People from all walks of life should do this and say these mantras as much as possible. Along with the prayers of Guru Rinpoche, these practices are the most effective in such times and situations as we are speaking of. This has been stated in many scriptures.

One who offers praise to Tara is truly intelligent. Whether early in the morning or late at night, if one offers the praise to the twenty-one Taras, such as offering two, three, and then seven repetitions of the prayer, totaling twelve recitations of the praise to the twenty-one Taras, all wishes can be fulfilled. This is how it is in the Four Mandalas' Ritual of Holy Tara "The Illuminating Lamp". In this puja one repeats the praise twice, then three times, then seven times.

When it is said that all one's wishes will be fulfilled, it means that if you need a child, you'll get one. If you have financial needs, these will be met. Whatever wishes you have, all of them can be fulfilled through praise to Tara. Actually, one doesn't need more than this practice; it accomplishes everything!

You only need to try it out, to test it, in order to allay your obstacles. All of your obstacles and difficulties, however many there are, can all be removed and relieved through offering praise to Tara. Through praying to Tara, all potential obstacles are powerless to cause you harm; they are naturally pacified. Nothing can get to you or harm you in any way; you become impenetrable, unassailable.

There is no doubt that Tara is very swift in allaying obstacles. It is an especially close and rapid method for female practitioners. Tara and the female Buddha Vajrayogini are of the same essence; Vajrayogini is also a rapid method of gaining accomplishment. All the activities of the Buddhas are embodied in Tara, contained in her, complete in her.

You have now been empowered to meditate on yourself in the form of Green Tara. Your speech can be transformed into mantra, your thoughts into wisdom. You are no longer an ordinary being; your body, speech, and mind have been completely elevated into the exalted state of Tara herself, into the form, mantra, and wisdom of Tara.

The words of the praise to the twenty-one Taras are not the intellectual composition of scholars. They are spoken directly by Buddha Mahavairochana and Buddha Shakyamuni themselves. Please recite the praise to Tara as much as you are able to in the course of your everyday life. If you are unable at any time to recite the praise, try to recite the mantra of Tara, OM TARE TUTTARE TURE SVAHA.

At the minimum, at least you can recite "Tara, Tara, Tara", or you can say "Tare, Tare, Tare", just repeating her name. When you call out someone's name, don't they give you their attention? By calling on Tara by name, she will certainly hear you and respond. Don't just do it because I say so, but by all means, do it!